Hasta la vista, Madrid!

Adorei Madrid! Cidade cheia de vida, movimentada desde de manhã até à noite, com lugares lindos, alto-astral, parques maravilhosos para pessoas de todas as idades, e comida divina. Espero voltar mais vezes, até para conhecer o que não deu tempo!

Fomos de Cascais a Madrid de carro em 6 horas, para passar 4 dias. Como éramos 4 adultos e 2 crianças, escolhemos ficar em um apartamento na Calle Espejo, a poucos passos do Mercado de San Miguel (3 minutos), do Palácio Real (5 minutos), da Plaza Mayor (5 minutos) e da Puerta del Sol (7 minutos).

Mercado de San Miguel

O Mercado San Miguel é uma ótima opção para quem quer petiscar as iguarias típicas (anéis de lula, tapas diversas e presuntos são muito comuns), e tomar diferentes cervejas, vinhos e espumantes. Tem de tudo. Tem até banca de frutas e quiosque de sucos naturais! Fica lotado, entrar lá com carrinho de bebê até é possível, mas é um pequeno perrengue.

Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.
Mercado San Miguel. Acervo pessoal.

Palácio Real

O Palácio Real foi a residência oficial da Família Real Espanhola, e hoje em dia é usado apenas para eventos especiais. Muito bonito, fica perto dos encantadores Jardins de Sabatini. É possível agendar uma visita ao palácio, com guias, e conhecer as riquíssimas galerias de arte, as armas dos membros da realeza, e a cozinha (de séculos passados), uma das mais bem equipadas e conservadas da Europa. Se preferir somente assistir à troca da guarda, ela acontece quartas e sábados, das 11h às 14h (de junho a setembro o horário muda para 10h às 12h), mas é preciso ficar atento às condições climáticas. Veja o que diz o site deles neste link.

Ah, e se você for em outubro, no dia 12 é comemorado o “Día de la Fiesta Nacional de España”, celebração histórica pelo descobrimento da América.

Palácio Real de Madrid. Acervo pessoal.
Palácio Real de Madrid. Acervo pessoal.
Palácio Real de Madrid. Acervo pessoal.
Palácio Real de Madrid. Acervo pessoal.

 

Plaza Mayor

A Plaza Mayor é rodeada de restaurantes, bares e lojas de souvenirs. Lá estão a estátua do rei Felipe III, a Casa da Padaria, que data de 1520, chegando a ser a padaria mais importante de Madrid, e o Arco de Cuteleiros, uma das 9 entradas na praça. Se você for visitar a cidade no Natal, vai encontrar também um mercado a céu aberto cheio de produtos temáticos.

Plaza Mayor. Acervo pessoal
Plaza Mayor. Acervo pessoal

Puerta del Sol

É na Puerta del Sol que está a estátua Oso y el Madroño (Urso e a Árvore). O monumento é de 1967, em bronze, tem 4 metros de altura, e é obra do escultor Antonio Navarro Santafé. Dizem os estudiosos que na Idade Média esse animal existia em abundância nas redondezas, por isso se tornou o símbolo da cidade. Mas lá também está o relógio mais famoso e antigo de Madrid. Localizado no alto da torre da Casa de Correios há mais 150 anos, ele concentra as comemorações da noite de Ano-Novo, ao som de badaladas, com a praça cheia de gente comendo as 12 uvas e fazendo os pedidos. Pena que não bati foto nem do relógio, nem da escultura!

Esses locais nós visitamos a pé. Mas para conhecer os outros cantos de Madrid, mais distantes, optamos por usar aquele ônibus Hop-On, Hop-Off. Foi a segunda vez que usei esse tipo de transporte turístico (a primeira foi em Roma), e valeu muito a pena, pois tínhamos poucos dias para conhecer a cidade e ainda estávamos com a minha mãe e duas crianças.

Oso y el Madroño. Foto de Alejandro Cartagena 🇲🇽🏳‍🌈 at unsplash

Gran Vía

Descemos em uma das paradas na Gran Vía, a mais famosa de Madrid, para almoçar. Enorme e bastante movimentada, me lembrou a Oxford Street de Londres: cheia de lojas, restaurantes, e pessoas andando de um lado para o outro. Depois de andarmos um pouco, seguimos para a Puerta del Alcalá e o Parque El Retiro, ambos na Plaza de la Independencia.

Puerta de Alcalá e Parque El Retiro

A Puerta de Alcalá é histórica, uma das entradas a Madrid. Um monumento muito bonito. E basta atravessar a rua para chegar ao lindo Parque el Retiro! Que atmosfera, que clima bom! Cheio de visitantes, crianças brincando, pessoas fazendo picnic, sentadas na grama tomando sol (jardins muito bem-cuidados), personagens infantis andando pelo parque… Lá tem também um lago artificial cheio de patos, cisnes e peixes, e é possível alugar um barquinho a remo por alguns minutos. No parque estão o Palácio de Cristal, que além de charmoso abriga exposições temporárias, e o Passeio da Argentina (ou das Estátuas), uma parte em que você pode ver as estátuas dos reis da Espanha.

Puerta del Alcalá, Madrid. Acervo pessoal.
Puerta del Alcalá, Madrid. Acervo pessoal.
Parque el Retiro. Acervo pessoal
Parque el Retiro. Acervo pessoal

Jardines de Sabatini

A próxima parada foi nos Jardines de Sabatini. Vimos o pôr-do-sol lá. De tirar o fôlego! Seguimos caminhando para o Parque de la Montaña, que de um mirante dá para ver o Palácio Real. Muito agradável passear por ele, é um parque em que muitas pessoas correm e se exercitam. Andando ainda, chegamos ao Templo de Debod e à Rosaleda de Madrid.

Jardines Sabatini
Jardines Sabatini

Templo de Debod e Rosaleda de Madrid

Templo de Debod, monumento do século II a.c., é um presente do Egito à Espanha, um agradecimento. Atendendo a um chamado da Unesco, a Espanha ajudou a salvar os templos de Núbia da submersão, devido à construção do Lago Nasser e sua barragem. O Templo de Debod foi um desses monumentos egípcios salvos. Nos anos 60, ele foi desmontado e dado à Espanha, onde foi remontado.

Templo de Debod
Templo de Debod
Jardines de Sabatini. Acervo pessoal
Jardines de Sabatini. Acervo pessoal
Rosaleda de Madrid
Rosaleda de Madrid

Casa de Campo

Por último, visitamos a Casa de Campo. Pegamos o Teleférico de Madrid no Parque do Oeste (bem próximo da Rosaleda) e fomos conhecer o maior parque público da cidade. Foi a casa de campo da família real, mas sofreu com a guerra civil e teve suas construções destruídas. Hoje em dia, parece um bosque com um parquinho infantil simples. Porém, a vista do teleférico é bonita.

Vista do Teleférico de Madrid. Acervo pessoal
Vista do Teleférico de Madrid. Acervo pessoal
Vista do Teleférico de Madrid. Acervo pessoal

Museu del Prado

Não conseguimos visitar o Museu del Prado! Tinha uma fila gigantesca para comprar ingressos, então, decidimos conhecer outros lugares. Mas ele é um dos mais importantes do mundo, e é onde está uma das obras de arte de que eu mais gosto, As Meninas, de Velázquez. No Museu del Prado, você também pode ver as exposições temporárias, ou reservar horários. Se você não puder passar a manhã toda vendo as obras, pode seguir uma das rotas que o Museu disponibiliza (1h, 2h, 3h no museu etc.). Existem diversos pacotes e preços, mas já adianto que maiores de 65 anos têm 50% de desconto, e menores de 18 anos e pessoas com algum tipo de deficiência não pagam. Veja mais informações no site deles.

Leave a Reply

Receba nossas novidades por email

Não enviamos spam